[DCP] Estatuto

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[DCP] Estatuto

Mensagem por Admin em Qui Abr 02, 2015 9:12 pm


[DOT] Estatuto ® - [05/03/2015]
Mensagem por lMagnusl em 03/06/14, 01:18 pm

[DOT] Estatuto



Capítulo 1 - Termo de Aceitação do Estatuto da DOT


O Estatuto da DOT(Departamento de Operações táticas) é fundamentalmente um conjunto de regras para o bom funcionamento da polícia, no que diz respeito à boa convivência, respeito e ordem dentro da polícia e fora (quando em grupo da polícia no Facebook por exemplo), por este motivo, todos os funcionários da DOT aceitam respeitar essas regras automaticamente após se tornarem policiais da mesma e terão que respeitar as regras que aqui estão descritas. O não conhecimento de qualquer regra, capítulo, artigo ou cláusula aqui descritos, não isenta qualquer policial de quaisquer punições que poderão ser aplicadas.
Qualquer outra regra, dúvida ou infração ao qual não esteja descrito neste Estatuto poderá ser levada a um Superior para averiguação.
As punições possíveis são:

Expulsão do Quartel da Polícia
Advertência Verbal
Advertência Escrita
Rebaixamento
Demissão
Banimento

Obs: Algumas patentes podem ser isentas de algumas regras, mas se for o caso, será explícito dentro do capítulo da regra.

Capítulo 2 -Regras Gerais


Aqui serão descritas, todas as regras mínimas que qualquer policial deverá ter conhecimento.

Artigo 1

Todos os policiais da DOT, devem obrigatoriamente respeitar todos os termos do Habbo Etiqueta que pode ser encontrado clicando aqui. Todos os termos de utilização que a Sulake impõe também devem ser respeitados. Tais termos de uso podem ser encontrados clicando aqui.

Artigo 2

Mesmo sendo apenas um jogo, a DOT exige que dentro de base reine o respeito mútuo de seus policiais. Palavrões e outras palavras de baixo calão não são aceitas. Se quiser brincar com um policial, tenha a certeza que tal policial é conivente com sua brincadeira, pois se ele se sentir ofendido você poderá ser prejudicado. Também evite trazer discussões de fora da base, para dentro da base. Isso se aplica a todas as aliadas.

Artigo 3

É proibido pedir promoções, treinamentos, salário e/ou direitos. Qualquer pedido deste tipo poderá ser punido com um Advertência Verbal, e se houver reincidência, Advertência Escrita. Todos esses pedidos possuem regras para a execução e essas regras serão descritas no decorrer do Estatuto da DOT®.

Artigo 4

A DOT não obriga ninguém a trabalhar nela, muito menos à permanecer sempre trabalhando nela. Porém, ela exige que o policial tenha comprometimento e principalmente seja "fiel a camisa",sendo assim é proibido qualquer policial da DOT possuir emblemas de outras polícias, organizações e/ou qualquer outra "empresa" ao qual necessite de que o policial trabalhe lá. A única exceção para esta regra é se o emblema for de alguma aliada e o policial NÃO esteja trabalhando lá. A punição para caso essa regra seja desrespeitada é a demissão. Caso o mesmo explique-se e remova o emblema, ele receberá apenas uma Advertência Escrita.

Artigo 5

Ao entrar no quartel, todos os policiais devem estar com sua missão, seu uniforme e seu emblema corretos e correspondentes às suas funções. Caso seja descumprido, o policial poderá receber uma Advertência Escrita e/ou Verbal dependendo de se é a primeira vez, ou já é reincidente. Obs:Essa regra está sujeita à exceções que serão abordadas futuramente.

Artigo 6

Policiais da DOT são proibidos de entrar em "modo offline" e todas as suas informações devem estar visíveis na sua página Habbo. A regra não se aplica somente a membros da Fundação da Polícia DOT®.

Artigo 7

O policial da DOT é inteiramente livre, nós da Fundação da DOT encorajamos que os mesmos deem preferência as suas vidas pessoais em primeiro lugar. Ninguém, de nenhuma patente é obrigado a permanecer em base, porém caso o policial possua responsabilidades dentro da base, como por exemplo ser membro de um dos grupos especiais ou ter direitos, ele deve estar ciente que pode ser chamado a qualquer hora, sendo decisão dele atender ao chamado ou não, não havendo nenhuma consequência da recusa do mesmo. Lembrando sempre também que uma boa frequência mínima influencia na avaliação constante que cada policial da DOT é submetido pelos seus superiores.

Artigo 8

À partir do momento em que o policial pisa em qualquer lugar do quarto da base, ele é obrigado a entrar para trabalhar. Significa dizer que é proibido ficar fora da base, nos sofás sussurrando ou coisa parecida.

Artigo 9

Caso o policial perca a sua missão, ele poderá requisitar a um Superior que re-poste ela. Porém, caso ele perca seu emblema, ele pode ser considerado demitido, sendo possível a readmissão somente com autorização de um membro da Diretoria da Polícia.

Capítulo 3 - Hierarquia

Aqui serão descritas as regras que dizem respeito as patentes da DOT, bem como a hierarquia adotada em nossa polícia. Cada patente exerce autoridade sobre as patentes inferiores a ela, sendo os Fundadores, as autoridades máximas dentro da polícia.

Artigo 1

Nossa polícia dispõe de duas hierarquias, a de cargos e a de patentes.
As Patentes são atribuídas aos policiais que se esforçaram e conquistaram-nas, aguardando seus dias e se esforçando nas suas funções.
Os Cargos, são atribuídos aos policiais que compraram um cargo e por este motivo, possuem equivalência de autoridade dependendo do cargo que foi comprado.
Para efeito de conhecimento, durante o restante do estatuto, todos os policiais com Patente serão chamados de cargos normais e todos os policiais com Cargos, serão chamados de cargos pagos.
Também possuímos uma divisão geral para nossos cargos, são os cargos Inferiores, Superiores e Supremos. Cada um deles possui seus direitos e deveres que serão abordados futuramente.

Nossa Hierarquia dispõe dos seguintes integrantes:

Cargo Normal / Cargo Pago + Preço (Inferiores)

Recruta / Não há
Soldado / Não há
Cabo / Sócio = 5c
Sargento / Agente = 10c
Sub-Oficial / Agente-Geral = 20c
Oficial / Orientador = 30c
Sub Tenente / Advogado = 40c
Tenente / Coordenador = 50c
Capitão / Coordenador-Geral = 60c
Major / Escrivão = 70c
Coronel / Desembargador = 80c
General / Administrador = 90c
Marechal / Embaixador = 100c

Cargo Normal / Cargo Pago + Preço (Superiores)

Inspetor / Supervisor = 200c
Inspetor-Chefe / Supervisor-Chefe = 350c
Diretor / Conselheiro = 600c
Diretor Fundador / Ministro = 2000c
Sub-Fundador / Vice-Presidente = 4000c
Fundador / Presidente

Cargo Normal (Supremos)

Supremo
Fundador Supremo

Obs: Os cargos de Presidente, Supremo e Fundador-Supremo não podem ser comprados, somente conquistados.

Artigo 2

Assim como dito anteriormente, o policial com patente menor deve respeito e obediência a seu superior. Caso haja algum abuso de poder, o policial deve tirar um print da solicitação e encaminhar até outro policial de patente igual ou superior ao policial que abusou do poder.
Para efeito de respeito dentro da base, todo policial deve se dirigir ao outro desta maneira obrigatoriamente:
De Inferior para Superior:

Senhor + Patente/Nome + Frase
Ex: "Senhor Fundador, poderia me aceitar no emblema, por favor?"
Ex²: "Senhor DanielLHigor, poderia me aceitar no emblema, por favor?"

De Superior para Inferior:

Patente/Patente+Nome + Frase
Ex: "Cabo, por favor, dirija-se a recepção."
Ex²: "Tenente João, por favor, siga-me para a sala de reuniões."


Capítulo 4 - Promoção/Advertências/Rebaixamentos/Demissões

Toda promoção, advertência, rebaixamento e/ou demissão, deve ser postada no fórum da polícia. Cada punição/promoção possui um post específico dentro de nossa [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], cada post deve ser feito pelo autor da promoção/punição, com exceção dos cargos de Diretor acima, que podem mandar alguém postar por eles. Caso o post esteja em formato irregular, deverá ser corrigido imediatamente, pois a não correção acarretará o risco da promoção/punição ser anulada e o autor ser advertido de forma verbal ou escrita caso seja reincidente.

Artigo 1

Todos os policiais da DOT possuem uma quantidade mínima de dias na sua patente, para que eles possam aproveitar cada patente e aprender tudo o que precisam para se mostrarem aptos as patentes que vem pela frente.

Obs: Deve ser observado, que um policial que completa seus dias pode ou não ser promovido, visto que não é apenas a quantidade de dias que é observada, mas sim outros fatores como treinamentos, presença, conhecimentos e rendimento geral na base.

Será apresentada agora, uma lista com os dias para cada patente ser promovida e os pré-requisitos, se houver:

Recruta = Nenhum dia / Passar na aula
Soldado = Nenhum dia
Cabo = 1 dia / Fazer o Treinamento de Cabos
Sargento = 3 dias
Sub-Oficial = 5 dias / Fazer o Treinamento de Oficiais
Oficial = 7 dias
Sub-Tenente = 9 dias / Fazer os F.T's
Tenente = 10 dias / Fazer o Treinamento de Tenentes e ser um Guia / Fazer os F.T's
Capitão = 12 dias / Fazer os F.T's
Major = 15 dias / Fazer os F.T's
Coronel = 20 dias / Fazer os F.T's
General = 25 dias
Marechal = 30 dias / Concluir com êxito, o seu Trabalho de Conclusão do Inferior

Obs¹: A cada 15 dias é feita uma reunião com os Supremos, em que os superiores são promovidos ou rebaixados mediante avaliação de seus rendimentos.

Obs²: Na lista, são mostrados pré-requisitos mínimos, porém assim como dito anteriormente, caso o policial atenda todos eles mesmo assim ele não é obrigado a ser promovido. A promoção é dada quanto o promotor vê algo no policial, que é um diferencial, um "algo a mais".

Artigo 2

A medida que um policial detêm tempo dentro da polícia, ele vai aprendendo mais sobre ela e sobre o funcionamento dela. Tomando isso como base, a DOT dá aos seus policiais mais capacitados o direito de promover seus inferiores de acordo com sua patente. Logo abaixo será descrita a lista de cargos normais que podem promover, quem eles podem promover e limites (se houverem) de suas promoções.

Tenentes - Podem promover no máximo Soldados a Cabos.
Capitães - Podem promover no máximo Cabos a Sargentos.
Majores - Podem promover no máximo Sargentos a Sub-Oficiais.
Coronéis- Podem promover no máximo Sub-Oficiais a Oficiais.
Generais - Podem promover no máximo Oficiais a Sub-Tenentes.
Marechais - Podem promover no máximo Sub-Tenentes a Tenentes.
Inspetores - Podem promover no máximo Majores a Coronéis.
Inspetores-Chefes - Podem promover no máximo Coronéis a Generais.
Diretores - Podem promover no máximo Generais a Marechais.
Diretores Fundadores - Podem promover no máximo Marechais a Inspetores. (Limite 2 superiores a cada 30 dias)
Sub-Fundadores podem promover no máximo Inspetores-Chefes a Diretores. (Limite de 2 superiores a cada 30 dias e 1 Diretor a cada 60 dias)
Fundadores podem promover no máximo Diretores a Diretores-Fundadores. (Sem limites)
Supremo pode promover qualquer patente. (Sem limites)
Fundador-Supremo pode promover qualquer patente. (Sem limites)

Artigo 3

Nossos membros superiores são de extrema importância para nossa polícia. A DOT tem o comprometimento de exigir que tais policiais possuam o máximo de qualidade para garantir que eles se tornem exemplos para seus inferiores. Visando uma melhor organização e melhor coerência de nosso time de superiores, a DOT possui um limite máximo de Superiores para cada patente. A lista de limites será descrita abaixo:

Inspetores: 15
Inspetores-Chefes: 10
Diretores: 5
Diretores Fundadores: 3
Sub-Fundador: 2
Fundador: Indeterminado
Supremo: Indeterminado

Obs: Caso um policial deseje promover alguém para uma dessas patentes, mas a patente possua seu limite máximo já alcançado, ele deverá rebaixar um dos policiais da patente alvo.
Ex: Um Fundador deseja promover um Inspetor a um Inspetor-Chefe, porém já existem 5 deles... O Fundador deverá rebaixar um dos Inspetores-Chefes atuais que esteja com rendimento baixo para poder alocar o outro.
Obs2: Esses valores poderão mudar para mais ou para menos, dependendo do rendimento da polícia.

Artigo 4

Cargos pagos também podem promover e serem promovidos. Porém a regra deles é um pouco diferente.
Eles só podem ser promovidos por Diretores (Cargos normais) ou seguindo a lista abaixo (Cargos pagos).

A lista de promoções deles é essa:

Coordenadores - Podem promover no máximo Soldados a Cabo.
Coordenadores Gerais - Podem promover no máximo Cabos a Sargentos.
Administradores - Podem promover no máximo Sargentos a Sub-Oficiais.
Supervisores - Podem promover no máximo Oficiais a Sub-Tenentes.
Conselheiros - Podem promover no máximo Tenentes a Capitães.
Ministros - Podem promover no máximo Generais a Marechais e Sócios a Agentes.
Vice-Presidentes Podem promover no máximo Inspetores a Inspetores Chefes e Agentes-Gerais a Advogados.
Presidentes - Podem promover no máximo Inspetores-Chefes a Diretores e Coordenadores a Coordenadores-Gerais

Obs: Um cargo pago só pode promover um Superior, se houver a aprovação de um Diretor ou patente acima e ele deve respeitar os mesmos limites das promoções dos cargos normais.

Artigo 5

Existem alguns cargos que podem promover policiais sem que eles tenham completados seus dias mínimos e treinamentos, para todos os outros casos, é respeitado a quantidade mínima de dias e treinamentos. Essas exceções serão descritas agora:

Diretores - Podem promover 1 inferior sem os dias (Com os treinamentos), a cada 15 dias.
Diretores Fundadores - Podem promover 2 inferiores sem os dias (Com os treinamentos), a cada 15 dias.
Sub-Fundadores - Podem promover 3 inferiores sem os dias (Com ou Sem os treinamentos), a cada 15 dias.
Fundadores - Podem promover 5 inferiores sem os dias (Com ou Sem os treinamentos), a cada 15 dias.
Supremos - Podem promover qualquer policial sem os dias e sem os treinamentos, a qualquer dia.
Fundador-Supremo - Podem promover qualquer policial sem os dias e sem os treinamentos, a qualquer dia.

Obs: Para a promoção valer, o policial deverá ter cumprido com no mínimo metade do seu tempo de patente. (Regra válida somente para Tenentes acima).
Obs[2]: O policial só pode ser promovido uma patente acima, ele não pode pular duas ou mais patentes.(Regra válida para todas as patentes)
Obs[3]: Um policial que tenha recebido o privilégio de ser promovido sem os dias mínimos, não poderá ser promovido duas vezes seguidas pela mesma pessoa e só poderá receber outra promoção dessa após 30 dias.(Regra válida para Tenentes acima)
Obs[4]: Cargos pagos podem ser promovidos sem os dias usando as mesmas regras acima, mas eles não podem promover ninguém sem os dias.

PS: As regras descritas acima não se aplicam as promoções efetuadas pelos Supremos acima, eles podem promover qualquer policial, qualquer dia, seguidamente ou não e com ou sem os treinamentos.

Artigo 6

Advertências, são punições dadas aos policiais que cometem erros que são incompatíveis com suas patentes. O objetivo de uma advertência é "dar um freio" no policial, mostrando-o que sua conduta está em desacordo com as regras da polícia.
Existem dois tipos de Advertências: As verbais e as escritas.

As advertências verbais são dadas em caráter primário, ou seja, quando o erro é pequeno (como uma falta de atenção).
Ex: Entrou com a missão/emblema errados após uma aula.
A advertência verbal consiste em um superior ir até o policial e mostrar a ele no que ele errou e pedir para que ele não cometa mais esse erro. Caso o policial seja reincidente no erro, poderá no lugar de uma advertência verbal, ser aplicada uma advertência escrita.

A advertência escrita é dada ao policial que comete uma falha grave ou é reincidente numa falha pequena.
Ex: Xingou um policial em base.
Ex²: Entrou mais de uma vez com o emblema errado no mesmo dia.

A escolha entre uma advertência verbal ou escrita vai do bom senso do superior que irá aplicar a punição.

Obs: Somente cargos a partir de Coronel é que podem aplicar uma advertência escrita. Cargos inferiores a Coronel podem se dirigir até um Inspetor acima ou qualquer membro da Corregedoria para poder fazer sua denúncia, sendo necessária a apresentação de provas para tal.

Possíveis motivos para advertências:

Desrespeito, seja um superior com um inferior, ou um inferior com um superior. (Dentro da base, ou em qualquer outro quarto/grupo/site oficial da polícia DOT);
Não prestar sentido/atenção ou prestar de forma irregular;
Passar muito tempo sem entrar na base. (Essa regra será melhor descrita mais abaixo);
Palavras de baixo calão e/ou ofensivas dentro da base;
Qualquer outra ação que vá em desencontro com as regras descritas no Estatuto da DOT®;


Artigo 7

Assim como foi dito na última regra, um policial não poderá passar muito tempo sem entrar na base. A polícia tem que se certificar que o policial continua sempre apto a sua patente. Porém, um policial tem o direito de poder se afastar de suas atividades, por motivos de força maior, para isso foi criado o Aval.

O aval é uma permissão que a DOT dá a seu policial que não poderá entrar regularmente e fazer suas atividades. Um aval tem o tempo mínimo de 6 dias e um tempo máximo de 15 dias. Durante esse tempo, o policial ficará imune a qualquer punição ao qual ele deveria sofrer pela ausência de suas atividades. Esse direito possui também suas regras, as quais serão descritas abaixo:


Um aval, só pode ser concedido por um superior que seja no mínimo Inspetor.
O aval só pode ser solicitado por um policial que seja no mínimo Oficial, cargos abaixo não sofrem nenhuma penalidade caso fiquem ausentes.
Um policial não poderá entrar durante seu período de aval, caso ele entre, o aval é automaticamente cancelado.
Caso o policial precise renovar seu aval, ele terá direito de fazer isso somente 1 vez, totalizando um máximo de 30 dias fora de suas atividades.
Caso o policial precise renovar por mais de uma vez o aval, ele deverá pedir um aval especial a um Supremo (E somente eles) explicando o motivo para o qual um aval tão longo.
Caso seja concedido o aval especial, o policial poderá ser rebaixado um cargo, dependendo da vontade do Supremo. Esse rebaixamento é aplicado ao policial quando ele retornar de seu aval, porém deve ser avisado com antecedência no momento em que o policial solicita o aval prolongado. O motivo desta decisão é que com 30 dias ou mais de ausência, o policial é considerado inapto a sua patente atual.
Em tempos de Férias (Junho/Julho) ou (Dezembro/Janeiro) o aval tem seu tempo máximo aumentado para 30 dias e só pode ser renovado até o final do segundo mês das férias (Julho ou Janeiro), a punição do rebaixamento é anulada durante esse período.
Para evitar abusos, um policial só poderá requisitar um aval depois de pelo menos 15 dias após o término de seu ultimo aval, com exceção da primeira renovação que segue as regras acima descritas.
Para qualquer outra situação, solicitar informações a um Inspetor acima.

Um policial que fique 6 dias ausente sem solicitar um aval, deverá ser penalizado com uma Advertência escrita para cada 6 dias que ele permanecer fora de suas atividades. (Somente patentes de no mínimo Oficial seguem essa regra)
Caso um policial permaneça mais do que 30 dias ausente de suas atividades sem avisar ele deverá ser demitido imediatamente. (Essa regra também se aplica a policiais com patente inferior a Oficial)

Artigo 8

Um policial que completar três Advertências Escritas, deverá ser punido com um rebaixamento.
Existem algumas maneiras do policial se desfazer de suas advertências. São elas:

Ser rebaixado pelo acúmulo de três advertências (Advertências são zeradas)
Ser promovido de Inferior a Superior (Advertências são zeradas)
Ser promovido da Diretoria a um cargo da Fundação (Advertências são zeradas)
Ser julgado e absolvido pelo Tribunal Superior de Justiça (É cancelada a advertência julgada pelo STJ)

Uma advertência tem um período máximo de 3 (três) dias para ser recorrida e anulada. Caso esse tempo passe, se torna impossível a anulação dela, exceto se houver intervenção do Supremo.

Um policial não poderá dar Advertência Escrita a um policial que seja de patente maior que a dele, exceto se o mesmo for membro do STJ. Para esses casos, ele deverá procurar um policial que possa dar a Advertência, tendo em "mãos" as provas cabíveis.

Artigo 9

Além das advertências, um rebaixamento pode ser aplicado também quando um policial cometer um erro muito grave, para isso, o autor do rebaixamento deve ser um Diretor acima. O mesmo caso para demissão que pode ser efetuada também por um Diretor quando o policial cometer um erro que ultrapasse o limite do aceitável.


Capítulo 5 - Cargos Pagos

Embora já tenham sido citadas algumas regras para os cargos pagos, são necessárias mais algumas para complementar os direitos e deveres desses policiais e é sobre isso que esse capítulo trata.

Artigo 1


Uniformes: Os cargos pagos seguem a mesma regra que os cargos não pagos para uniforme, com algumas mudanças:

Supervisor acima não precisa usar uniforme, porém deve ser respeitada a seriedade da empresa, sendo proibida a entrada de bermuda, sandálias e outros visuais extravagantes.
O uniforme para os outros cargos é: Terno da mesma cor da patente equivalente, Calça Branca, sapato preto. Mulheres: Camisa social com a mesma regra de cor, calça branca e sapato preto.

Qualquer alteração no uniforme é passível a punição, qualquer dúvida informe-se com seus superiores.

Missão: A missão deles seguem a mesma regra dos policiais normais que será descrita mais adianta.

Emblema: Um cargo pago deverá entrar na base portando e favoritado obrigatoriamente o seu emblema de [DOT] Cargos Pagos ou emblema de grupo auxiliar ao qual pertença.

Artigo 2

Um policial que tenha comprado seu cargo, precisa provar a DOT que possui capacidade de permanecer em seu cargo, para isso ele deve passar por todos os treinamentos que seu cargo equivalente passaria se tivesse sido promovido normalmente desde soldado.Após passar por todos os treinamentos, o cargo pago deverá passar pelo processo do treinamento cargos pagos. Neste treinamento o cargo pago responde 20 perguntas sobre o estatuto.
Até que o policial tenha feito todos os treinamentos possíveis, ele fica impossibilitado de:

Promover
Ser promovido
Receber Sentido
Dar Advertência
Ser Guia, SP ou qualquer outro grupo extra.


Artigo 3

Um cargo pago pode ser transferido para cargo normal caso ache necessário. Para efetuar a transferência, ele deve pedir a um Supremo e caso o Supremo permita, ele deverá ser rebaixado no mínimo 3 cargos, podendo ele aceitar ou não a proposta do Supremo. Ele também poderá ser convidado a passar de cargo pago a cargo não pago, sendo esse convite geralmente feito quando os cargos pagos são promovidos, porém neste caso, o acordo pode ser diferente.

Artigo 4

Um cargo só pode ser vendido por um policial que tenha ADM no grupo [DOT] Cargos Pagos.

Artigo 5

Mensalmente é realizado uma reunião com a Liderança dos Cargos Pagos juntamente com a Direção onde realiza-se um breve questionário com todos os cargos pagos da DOT. Esta reunião serve para a qualificação dos cargos pagos.


Capítulo 6 - Missão/Uniforme/Emblema

Aqui serão descritas as regras para a utilização desses componentes pelos policiais da DOT dentro da base, a não conformidade com essas regras causará penalidades como advertências, rebaixamentos ou demissão.

Artigo 1

Todos os policiais possuem uma missão padrão. Essa missão é usada tanto para os cargos normais, quanto para os cargos pagos. A missão é colocada da seguinte maneira:

[DOT] + Cargo + Página + Grupo Extra

Ex: [DOT] Capitão [01/02] [G]

Obs:Um policial que seja cargo Superior (Somente cargos normais) não precisará colocar sua página na missão, ficando desse jeito:
Ex: [DOT] Inspetor [G]
Obs²: Os grupos extras serão explicados posteriormente.
Obs³: Somente Diretores acima que poderão colocar da seguinte maneira: [Patente] + "da polícia DOT".
Ex: Diretor da Polícia DOT

Artigo 2

Todos os policiais possuem um uniforme padrão, tantos os cargos normais, quanto os pagos. O uniforme vai depender única e exclusivamente de qual é a sua patente.
O uniforme padrão dos cargos inferiores é:

Camisa/terno da cor da patente, calça preta e sapato preto.
As cores respeitam a seguinte lista:

Soldado = Marrom
Cabo = Cinza
Sargento = Branco
Sub-Oficial = Azul Escuro
Oficial = Azul Claro
Sub-Tenente = Laranja
Tenente = Vermelho
Capitão = Roxo
Major = Rosa
Coronel = Lilás
General = Verde
Marechal = Amarelo


Obs: A boina preta é obrigatória para todos os cargos inferiores.

O uniforme padrão para os cargos normais Superiores é:

Inspetor = Masculino:Terno preto, calça branca e sapato preto. Feminino: Blusa Social Preta, calça branca e sapato preto.
Inspetor-Chefe = Mesmo que o Inspetor, só que com uma medalha no peito.
Diretor = Livre, respeitando o local.
Diretor Fundador = Livre, respeitando o local.
Sub-Fundador = Livre, respeitando o local.
Fundador = Livre, respeitando o local.
Supremo = Completamente livre.
Fundador-Supremo = Completamente livre.

Artigo 3

A polícia DOT possui também seus emblemas oficiais, sendo eles identificados pela Sigla [DOT] e sendo propriedade de um dos Supremos.
Os emblemas principais atualmente são:

Polícia DOT Empregos
[DOT] Cargos Pagos
[DOT] Superiores
[DOT] Patente
[DOT] Guias
[DOT] Supervisor de Promoção
[DOT] Supremo Tribunal Policial
[DOT] Sala de Aula

É proibida a entrada sem estar com um emblema oficial da DOT favoritado, a penalidade para tal erro é uma advertência verbal ou escrita.


Capítulo 7 - Direitos

Regras para os Direitos:
Direitos são dados apenas aos policiais da confiança de todos os Supremos.
Não existe patente mínima nem máxima para ter direitos.
Todos os policiais com Direitos estarão no emblema correspondente ou não, caso o emblema exista.
Qualquer uso indevido de direitos pode ocasionar a perda deles seguida ou não de uma advertência, rebaixamento ou até mesmo demissão dependendo do delito.


Capítulo 8 - Setores da Base

A base é sub-dividida em alguns setores para melhor gerenciamento da mesma. Cada setor pode ter ou não um comandante e tem suas próprias regras e deveres. Neste artigo trataremos de todos os setores individualmente.

Artigo 1 - Recepção

A recepção é a porta de entrada da polícia. É onde todos os recrutas recém chegados vêm e se alistam.
Para manter a ordem, é obrigatório que haja pelo menos um comandante que irá fiscalizar os soldados e tirar todas as suas dúvidas, com o máximo de atenção e cuidado.
Um policial que já tenha sido alistado não poderá entrar novamente pela recepção, sendo necessária a entrada pela alavanca que será explicada no próximo tópico

Obs: A patente mínima para comandar a recepção é Sargento.

Artigo 2 - Alavancas

Após ser alistado e recebido sua aula, o policial que sair da base e quiser retornar a ela, deverá fazer a sua entrada pela Alavanca. (Até a patente de Sub-Oficial, que terá que entrar pelo Hall de Entrada)
São duas alavancas, a 01 (em cima) e a 02 (embaixo) e um comandante. Suas funções serão descritas abaixo:
Na alavanca 01, o policial deverá checar todo o perfil dos Habbos que tentarão entrar pelas alavancas. O perfil do policial é composto por: Uniforme, Missão e Emblema. Caso o Habbo esteja com algum erro, ele deverá comunicar ao comandante das alavancas.
Na alavanca 02, o policial é responsável por verificar se o Habbo que está tentando entrar é registrado no fórum com a patente ao qual sua missão e emblema mostram. Caso o Habbo esteja com algum erro, ele deverá comunicar ao comandante das alavancas.
O comandante é responsável por orientar e atender as alavancas 01 e 02, é responsável por comunicar ao comando central que existem intrusos a serem kikados, e também é responsável por pedir ao comando novos policiais quando um deles se retirar.

Obs: A patente mínima para comandar a alavanca é Sub-Oficial, e a patente mínima para trabalhar nas alavancas é Cabo com treinamento.

Artigo 3 - Pátio

No pátio central é localizado o comando mais importante e cada um possui uma função que será dita abaixo:
CB = Comandante de Base (Tapete Vermelho)

O policial deve ter patente mínima de Tenente, pode ou não ter direitos e é responsável por olhar a base de um modo geral, atendendo aos chamados dos comandantes da recepção e alavancas. Caso haja necessidade de kikar algum Habbo, ele poderá kikar ou pedir para alguém kikar caso ele não tenha direitos no quarto. Ele também é responsável direto pelo comando SENTIDO, que será explicado posteriormente no Estatuto.

AC = Auxiliar do Comandante

O policial deve ter patente mínima de Oficial, pode ou não ter direitos e é responsável por dar as permissões aos policiais. É ele que irá observar a salinha de recrutas e a sala de comando para quando um policial sair, ele mandar outro no lugar. Ele pode ou não anunciar o SENTIDO, que será explicado posteriormente no Estatuto.

Obs: O AC também poderá atender o comando da recepção e o comando das alavancas, caso o CB esteja ocupado. Mas ele NÃO é obrigado.


Artigo 4 - Sala de Recrutas

Essa sala é responsável pela permanência dos recrutas até eles serem encaminhados a aula, junto ao guia. Nesta sala deve existir um comandante de patente mínima Cabo com treinamento. Esse comandante será responsável por tirar dúvidas e manter a ordem dentro da salinha. Ele também deverá checar a Missão, o uniforme e os emblemas dos recrutas, para encontrar possíveis intrusos.

Artigo 5 - Sala dos Ausentes

A sala dos ausentes, é o lugar para onde todos os policiais que não puderem estar ativos na base, fiquem. Ela deve ser utilizada em casos que o policial precise se ausentar por um curto período de tempo. Nesta sala, é proibido sussurros e qualquer outra ação, visto que pessoas ausentes não se mexem. Quem for pego sussurrando ou fazendo qualquer outra coisa dentro da sala de Ausentes sem autorização, poderá receber uma Advertência escrita ou Verbal.

Artigo 6 - Sala de Controle

Esta sala é responsável por controlar o acesso a algumas outras sala da base. Dentro dessas salas, há algumas alavancas e cada alavanca abre uma portinha diferente.
As portinhas são organizadas de cima pra baixo desta forma:

Sala de promoções
Saída da sala de Guias
Entrada da sala de Guias pela sala de recrutas
Porta da sala de recrutas
Porta da direita da recepção
Porta da esquerda da recepção

Artigo 7 - Operador da Salinha.

Esse setor é responsável para fazer a verificação dos novos recrutas, olhando uniforme, missão e os grupos. Nesse setor tem duas alavancas uma manda de volta para a recepção se o recruta se encontra incorreto, a outra libera a passagem do recruta se ele estiver totalmente correto.
Patente para assumir o setor Cabo com TC.


Capítulo 9 - Grupos auxiliares

A DOT possui grupos auxiliares que são desenvolvidos para diversas funções, em que seu objetivo principal é manter a ordem e a qualidade dentro e em alguns casos, até fora da polícia.
Cada grupo possui um Líder, Sub-Líderes e seus membros comuns. Os líderes são selecionados pelos Supremos, os Sub-líderes são selecionados pelos líderes e para cada grupo há uma forma diferente de conseguir novos membros.
Cada grupo possui suas regras internas que são estipuladas pelos seus líderes. Caso você infrinja uma dessas regras, você poderá ser punido com as mesmas formas de como se fosse uma infração dentro da polícia.
Cada grupo possui limites para líderes e Sub-Líderes, aos quais esses limites poderão mudar a qualquer momento.


Artigo 1 - Guias

Os Guias são responsáveis pelos treinamentos que os policiais receberão dentro da DOT por toda a sua carreira. É um trabalho de responsabilidade e obrigatório para todo policial com patente mínima de Tenente.
Para se tornar Guia, você deverá ser de patente mínima Sub-Oficial ou Agente-Geral e possuir o treinamento.
Os treinamentos para se tornar Guia são feitos pelo Líder de Guias e seus Sub-Líderes. Quando for ter treinamento, haverá um aviso com no mínimo 1 dia de antecedência. Lembrando que é proibido pedir qualquer tipo de treinamento.
Todos os Guias da base são identificados pela estrela Amarela (Não-vip) na cabeça e [G] na sua missão, que são de uso Obrigatório.


Artigo 2 - Supervisores de Promoção [Sp's]

Os supervisores de promoção, são responsáveis por monitorar o fórum em busca de irregularidades nas promoções, advertências, rebaixamentos e Avais.
Para se tornar Supervisor de Promoção, você deverá ser de patente mínima Sub-Oficial ou Agente-Geral e possuir o treinamento.
Os treinamentos para se tornar Supervisor de promoção são feitos pelo Líder de SP's e seus Sub-Líderes. Quando for ter treinamento, haverá um aviso com no mínimo 1 dia de antecedência. Lembrando que é proibido pedir qualquer tipo de treinamento.
Todos os SP's da base são identificados pela estrela vermelha na cabeça e [SP] na sua missão, que são de uso Obrigatório.

Artigo 3 - Supremo Tribunal de Justiça

Supremo Tribunal de Justiça (STJ) é a mais alta instância do poder judiciário da polícia DOT e acumula competências típicas de uma Suprema Corte (tribunal de última instância) e de um Tribunal Constitucional (que julga questões de constitucionalidade independentemente de litígios concretos). Sua função institucional fundamental é de servir como guardião do oficial Estatuto da Polícia DOT, apreciando casos que envolvam lesão ou ameaça a esta última. De suas decisões não cabe recurso a nenhum outro tribunal. O supremo tribunal de justiça é um órgão máximo dentro da polícia DOT. Não há incidências de que exista algum policial (militar) que substitua o órgão. Os Ministros do órgão são identificados com [M.ST] em sua missão.


Artigo 4 - Promotores de Eventos

Os promotores de eventos são os policiais que possuem o trabalho de gerenciar os eventos da DOT, sendo eles Oficiais, ou não Oficiais.
Para se tornar um Promotor de Eventos, o policial deve ser de patente mínima Tenente, ter o treinamento para promotor ou ser convidado pelo líder.
Todos os Promotores de Evento da base são identificados por um [PE] na sua missão, que é de uso Obrigatório.


Artigo 5 - Conselho Judicial [CJ]

O Conselho Judicial (CJ), é um órgão permanente e autônomo. Não é jurisdicional. É encarregado por zelar do cumprimento de direitos dos policiais da DOT, assim sendo com as defesas (Advogados) do Supremo Tribunal de Justiça. Ou seja, o Conselho Judicial é um órgão de garantia de direitos dos policiais do Departamento de Operações Táticas através de sua defesa.
Os membros do CJ, são pessoas que têm o papel de porta-voz da sua respectiva polícia, atuando junto a órgãos policiais para assegurar os direitos dos policiais. Para se tornar um membro, será convidado pelo líder do órgão. E também obter no mínimo a patente coronel. Todos os membros do Conselho Judicial são identificados com [CJ] na sua missão, ou então em formas diferentes dependendo de sua hierarquia do Conselho Judicial.


Artigo 6 - Coordenadores de Ronda

Os coordenadores de rondas (CR), organizam rondas de divulgação da Habbo etiqueta e da nossa polícia DOT. Essa ronda participam só os policias de inspetores-chefe a baixo que estiverem na base no horário combinado ou surpresa.
Esse grupo tem grande importância para policia e a comunidade do hotel, pois ajuda aos usuários a ter segurança e a nossa polícia fica mas famosa com a divulgação.
Os policias que ganharem as rondas ganhará câmbios ou até promoção dependendo do cargo.



Artigo 7 - Limite Máximo de Grupos

A medida que a polícia cresce, muitos grupos auxiliares são criados e então todos os policiais têm acesso a eles. Alguns policiais preferem ficar só nos grupos obrigatórios enquanto outros preferem fazer parte de diversos grupos. O problema disto está no fato que alguns policiais podem ficar sobrecarregados por participarem de tantos e terem seus rendimentos em base prejudicados. Para resolver isso, todos os policiais da DOT têm essas restrições de grupos:

Inferiores: 4 Grupos: Guias (Obrigatório) + 3 grupos à escolha.
Superiores: 5 Grupos: Guias (Obrigatório) + Supremo Tribunal de Justiça (Obrigatório) + 3 grupos à escolha.
Diretores: 6 Grupos: Guias (Obrigatório) + Supremo Tribunal de Justiça (Obrigatório) + 4 grupos à escolha.

Também há restrição acerca de Liderança e Sub Liderança:
Inferiores: Máximo 1 Liderança e 1 Sub-liderança
Superiores: Máximo 1 Liderança e 2 Sub-lideranças
Diretores: Máximo 1 Liderança e 3 Sub-lideranças



Artigo 9 - Uniforme/Missões/Emblemas dos Grupos

Para cada grupo existem uniformes, missões e emblemas que podem ou não ser obrigatórios. Abaixo estarão as regras para cada item desse:

Uniforme: As estrelas de Guias e SP's são obrigatórias, mas o policial deverá escolher qualquer cor vai usar caso seja dos dois grupos. O uniforme de Ministro do STJ é opcional.
Missão: Todas as missões de todos os grupos são obrigatórias, exceto em caso de autorização especial.

[L.G] = Líder de Guias
[S.G] = Sub Líder de Guias
[L.SP] = Líder dos supervisores de promoções
[S.SP] = Sub Líder dos supervisores de promoções
[STJ] = Presidente do Supremo Tribunal de Justiça
[V.ST] = Vice-presidente do Supremo Tribunal de Justiça
[L.PE] = Líder dos Promotores de Eventos
[L.CP] = Líder dos Cargos pagos
[S.CP] = Sub Líder dos Cargos pagos
[CJ] = Chefe do Conselho Judicial
[S.CJ] = Sub-Chefe do Conselho Judicial
[L.FT] = Líder da Fase de Testes
[S.FT] = Sub-Líder da Fase de Testes
[L.R] = Líder de Rondas
[A.P] = Aplicador de F.T


Obs: Essas são as missões dos líderes, as missões dos membros ficam à cargo de seus líderes.

Emblema: Cada grupo possui seu emblema específico, e esses emblemas podem ser usados dentro da base, no lugar do emblema da patente.



Capítulo 10 - Pagamento

Atualmente a DOT possui o sistema de pagamento dos melhores da semana. Todo domingo os 10 melhores policiais inferiores e os 3 melhores superiores receberão uma gratificação pelo serviço prestado durante a semana. O valor da gratificação não é fixo, depende do rendimento da polícia. O pagamento poderá ser feito por um dos três Fundadores-Supremos, em que o nome dele será anunciado junto com a lista. Só estará disponível o pagamento a partir da segunda-feira e irá até a quarta-feira.
A DOT também poderá fazer outros tipos de bonificação surpresa ou por meio de rondas.

Capítulo 11 - Cabelos/Acessórios/Efeitos

Neste capítulo, serão descritas as regras para o uso de cortes de cabelos, acessórios e efeitos dentro da polícia DOT.

Artigo 1 - Cabelos (Permitido - Não Permitido)

Os cortes de cabelos só são livres para policiais que possuem patente de Diretor Fundador acima.

Cabelos Masculinos:


Cabelos Femininos:


Artigo 2 - Acessórios

Na DOT os acessórios são proibidos, com exceção de Estrelas na boina (somente se for de grupo especial), óculos (Somente os normais e o tapa-olho) e barbas pequenas.
Essas regras não se aplicam a Sub-Fundadores acima, mas eles tem que respeitar o local de trabalho.

Artigo 3 - Efeitos (e balões de fala)

TODOS os efeitos são totalmente proibidos dentro da base, com exceção dos membros da Fundação.
Os balões de fala são permitidos somente para os comandantes do pátio, sendo que a cor deve corresponder ao tapete e aos superiores (evitando-se os exageros).
Só são permitidos balões de fala simples, os com desenhos são proibidos.

Capítulo 12 - Comandos Especiais

Artigo 1 -SENTIDO

O Sentido é um comando feito para respeitar o superior que entra na base. Ele deve ser anunciado obrigatoriamente pelo CB (Comandante da Base) e pode ser anunciado também pelo AC (Auxiliar do Comandante). Ele funciona da seguinte maneira:

Um policial entra na base e ele é o cargo mais alto ou é de cargo igual ao mais alto presente.
O CB deve anunciar o SENTIDO em no máximo 10 segundos.
Todos os policiais que estiverem presentes têm no máximo 5 segundos para se levantar e permanecerem imóveis e calados (INCLUSIVE OS ATENDENTES).
O policial que chegou dirá (À Vontade) e todos os presentes irão agradecer a ele desse jeito:
Obrigado senhor (Nome + Patente).
Após agradecer, todos voltarão ao que estavam fazendo.

Caso durante o sentido, outro policial de patente maior ou igual entre, o sentido é automaticamente transferido para ele, sendo permitido que o CB re-anuncie o SENTIDO.

Observações adicionais:

Um policial não pode receber SENTIDO duas vezes seguidas em um intervalo menor que 1 hora. Exceto se o C.B. mudar.
Policiais com Patente IGUAL à do policial que está recebendo o SENTIDO não são obrigados à prestar o SENTIDO, mas deverá ficar em silêncio. No máximo sussurrar. (Regra válida apenas para Superiores)
Caso o policial que esteja recebendo o SENTIDO pergunte algo à qualquer outro policial da base, o mesmo poderá responder.


Artigo 2 - ATENÇÃO

O ATENÇÃO é um comando dado quando um Superior irá dar um anúncio importante na base. Para isso, ele deverá pedir autorização ao CB e após receber a autorização, se dirigir ao pódio que fica entre os palanques.
Funciona da seguinte maneira:

O Superior pede o ATENÇÃO e todos os policiais se levantam e permanecem calados, igual ao SENTIDO.
A informação é passada e o Superior poderá ou não dar a permissão para os policiais falarem.
Após terminar de dar a informação, o Superior falará DESCANSAR e todos irão agradecer e voltar as suas atividades, igual ao SENTIDO.

Obs: O ATENÇÃO só poderá ser anunciado por um Superior (Inspetor acima) e deverá ser sobre algum assunto de extrema importância.
Obs: Quando anunciado o ATENÇÃO, todos devem se levantar, mesmo que sejam de patentes superiores a quem anunciou o ATENÇÃO. Os únicos que não são obrigados são os membros da Fundação.

Capítulo 13 - Postura do Policial

A título de ajudar os policiais em seu bom rendimento dentro e fora de base, a Polícia DOT uniu algumas atitudes que o policial deve ter, em vista de ser um funcionário exemplar para a organização. As mais importantes são:

Olhar sempre o Estatuto, tais regras sofrem mudanças que nem sempre são avisadas.
Ao entrar na base, verifique se está com sua missão, seu emblema e seu uniformes corretos, evite advertências.
Assim que estiver dentro, vá direto ao pátio e sente-se. Nada de ficar em pé ou passeando, pra não atrapalhar.
Ao ficar com dúvida sempre pergunte ao comandante, para isso, acene e espere ele vir até você. Não fique sussurrando com os superiores, muitas vezes por estarem ocupados, eles não vão poder lhe responder.
Durante a permanência em base, sempre se manter SENTADO enquanto não estiver desempenhando nenhuma função.
Nunca sente-se no chão da base.

A fala em NEGRITO é obrigatória para todos os policiais.
Ao falar com um Superior, sempre chame-o por "Senhor" ou "Senhora".
Ao falar com um Inferior, sempre chame-o pela sua patente e/ou nome.
Abreviações também são desagradáveis. Ao falar, tente não usar nenhuma, pois melhora a visão que os Superiores têm de você.
Lugar de ficar ausente é a sala de Ausentes, qualquer outro lugar é totalmente proibido.

Caso esteja em alguma função e precise sair, comunique ao comandante do setor ou a um superior (caso você seja o comandante). NUNCA abandone seu posto sem avisar. Mesmo que você apenas diga: "Saindo, urgente" e quando voltar se explique.

Não fique pedindo treinamentos ou pagamento, é proibido e corre risco de ser punido.
NUNCA, JAMAIS, de JEITO NENHUM, peça promoção.
Ao pedir promoção, você está mostrando ao Superior que é incapaz de se controlar e com certeza se o Superior queria lhe promover, ele irá desistir.
Não é só por meio do pedido direto que você mostra que está pedindo promoção... Qualquer frase ou ação que indique que você está insatisfeito com o cargo atual, que poderia ser promovido ou que deveria ser observado pode ser caracterizado como pedido de promoção.
Algumas frases usadas por pessoas na hora de pedir promoção:
"Senhor, me observa"
"Senhor, 'fulano' é mais novo que eu e já foi promovido"
"Seria tão bom ganhar uma promoção"
"Seria tão bom eu ser 'tal patente'"
"Já estou a 'X' dias na patente e não fui promovido"


Capítulo 14 - Considerações Finais

TODAS AS REGRAS AQUI DESCRITAS PODERÃO SER MODIFICADAS A QUALQUER MOMENTO, SEM AVISO PRÉVIO. POR ESTE MOTIVO SEMPRE VOLTE AQUI PARA RELER.


Este estatuto e todo seu conteúdo está sobre jurisdição do Departamento de Justiça da Polícia DOT, o Supremo Tribunal Policial da polícia DOT e a Fundação da polícia DOT.
Todos os direitos Reservados. Estatuto criado por Rodrigoeuka, revisado, editado e atualizado por lMagnusl, DanielLHigor. [06/2014] - Revisado, editado e atualizado por MestreHabbiano= [09/2014].

Admin
Admin

Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/04/2015

Ver perfil do usuário http://dcphabbooficial.forumeiros.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum